Feira Dois Pontos

Postado em 29/09/2017 1:31

Secretário diz que já apreendeu mais de 220 ‘ligeirinhos’ desde que assumiu a SMTT

.

Share Button

Uma operação conjunta da Secretaria Municipal de Trânsito (SMTT) com o apoio da Superintendência Municipal de Trânsito (SMT) e de policiais da Rondesp apreendeu durante o dia de ontem (28), em Feira de Santana, 11 carros do transporte clandestino.

 

As ações de combate ao ‘ligeirinho’ se iniciaram por volta das 6h30 no conjunto George Américo e finalizaram no final da tarde, por volta das 17h30, na Rua Carlos Gomes, onde motoristas do transporte irregular também ficam estacionados à espera de passageiros.

 

De acordo com o secretário municipal de trânsito, Saulo Figueiredo, desde que ele assumiu o comando da secretaria, já foram apreendidos mais de 220 veículos do transporte clandestino, e os carros apreendidos ontem (28) foram guinchados para o pátio da SMTT. Ele informou que todos os locais de ponto dos ligeirinhos já foram mapeados e a partir do mês de outubro a fiscalização será intensificada.

 

“Há pontos conhecidos pela população, como um posto de gasolina próximo ao Feiraguay, o ponto de ônibus do antigo Feira Tênis Clube, o Nordestino, o bairro George Américo. Todos os pontos foram estudados. Hoje nós temos a real noção de todos os pontos do transporte clandestino e estamos fazendo um trabalho minucioso com o intuito de preservar e dar segurança à população”, ressaltou o secretário municipal.

 

União de esforços

 

Saulo Figueiredo afirmou que esta foi a sexta operação conjunta com a Polícia Militar. O apoio da PM, segundo o secretário, é essencial para que a lei seja cumprida e também manter a integridade física dos agentes de trânsito.

 

“É uma união de esforços com diversos órgãos públicos. Esse apoio da PM é essencial por conta de situações vividas anteriormente em que a gente não consegue fazer com que a lei seja cumprida. Muitos condutores de transporte irregular ofendem os fiscais e já tivemos casos recentes em que nossos carros foram apedrejados e ateados fogo. A gente, no intuito de preservar a integridade física dos servidores e de pessoas que estão passando, conta com o apoio da Polícia”, declarou.

 

Ainda de acordo com o secretário, os modais hoje em vigor, como táxi, mototáxi, as vans do sistema alternativo e os ônibus são a grande solução. “A gente tem o controle e pode dizer à população que tipo de serviço é esse e quem são as pessoas que estão prestando”.

 

Carros Pokémon

 

O secretário municipal de trânsito falou também sobre a situação dos carros usados no transporte clandestino. De acordo com ele, muitos carros que vão para o pátio da SMTT são provenientes de demanda judicial e os motoristas autuados nas fiscalizações nunca vão ao local reclamar a posse dos veículos.

 

“O nosso pátio é bastante amplo, mas nem todos os veículos permanecem. Alguns são alvo de mandado de segurança e liberados, outros pagam a devida multa, então existe uma rotatividade. Parte dos proprietários desses veículos são desconhecidos, e muitos desses veículos são conhecidos como Pokémon, ou seja, oriundos de demanda judicial. O que ocorre é que muita gente não vai reclamar a posse desses veículos e nós não sabemos quem são os proprietários”, disse.

Laiane Cruz – Com informações de Paulo José/Acorda Cidade

Share Button

BUSCAR NO SITE: